Itália dell’Estero

O BRASIL É O MAIOR PAÍS ITALIANO NO MUNDO, DEPOIS DA ITÁLIA

No mundo, são mais de 60 milhões de descendentes de italianos, dos quais a metade está no Brasil, Com 31 milhões de pessoas descendentes, o Brasil desponta como o maior país com raízes italianas no mundo.

O dado consta do último “Rapporto Italiani nel Mondo”, realizado pela “Fondazione Migrantes”, escritório pastoral da “Conferenza Episopale Italiana”, juntamente com um comitê formado por diversas entidades e com a colaboração de estudiosos de diferentes procedências coordenados pelo “Dossier Statistico Immigrazione Caritas/Migrantes”.

Divulgado pela Caritas italiana, o estudo sobre o tema não era realizado há 20 anos e é importante no sentido de manter a memória da Itália fora da Itália onde revela aspectos importantes da presença italiana no mundo, entre os quais como vivem, se foram bem sucedidos, nível de formação e inclusive da sua atual contribuição para a economia do país.

Depois do Brasil, os Estados Unidos, com 15,7 milhões de oriundi vêm em segundo lugar, seguidos da Argentina, com 15 milhões, Uruguai, com 1,5 milhão e a Austrália com 800 mil descentes. No total, são mais de 60 milhões de homens e mulheres espalhadas por todo o mundo cujos ancestrais são da Itália.

Agora, se for considerado o número relativo apenas às pessoas que dispõem de cidadania italiana, regularmente inscritas no AIRE, que no mundo chegam a 3.106.251, a Europa, com 1.864.579 cidadãos é o continente mais representativo. Apenas na Alemanha, a presença chega a 533.237, enquanto na Suíça alcança o número de 459.479 pessoas.

A Argentina é o país extra-europeu com o maior número de cidadãos italianos no exterior: 404.330. Proporcionalmente, o país vizinho é aquele que tem a maior incidência italiana. Calcula-se que 50% da população seja descendente.

O Brasil aparece com 148.746 residentes, estando à sua frente a França (325.346), a Bélgica (215.580).

Confira o estudo completo no site:

www.rapportitalianinelmondo.it

Comments are closed